:::: MENU ::::

RW

Criação e Desenvolvimento de Websites e Logomarcas

  • Saia do mundo real venha para o Virtual seja Diferente

  • Tenha seu Website totalmente Personalizado

  • E-mail:robertowebdesigner@gmail.com

Qualidade e Conhecimento são fundamentais para um bom relacionamento Profissional.

21 de nov de 2016

Minha nova logo Criada dentro dos mais novos padrões com interface simples e objetiva  visando melhorar ainda mais o meu trabalho dentro do mundo Digital ao qual venho me desempenhando a alguns anos.

24 de out de 2016

Recurso disponível na própria rede social mostra os amigos que você fez e que não estão mais na sua lista


Há amizades que não duram para sempre. Essa sentença vale para a vida real, mas se estende à virtual, às redes sociais e, claro, ao Facebook. Perceber que você excluído da lista de amigos de alguém pode ser triste, mas também é difícil resistir à tentação de descobrir, não é mesmo?
O recurso está disponível na própria rede social. Você consegue saber quais são os amigos que você fez, mas que hoje não estão mais na sua lista.
Veja como fazer
1. Faça login no seu Facebook e aguarde ser direcionado à página inicial, onde há o feed de notícias. Na barra superior da tela, ao lado de "Página inicial", tem uma opção que leva ao seu perfil, que leva seu nome. Clique nela.

2. Já no seu perfil, role a tela para baixo até que a foto de capa suma. Uma barra superior irá surgir com três opções: seu nome, "Linha do Tempo" e "Recentes". É neste último que você deve clicar. Os anos que aparecerão se referem ao período que a ser analisado se alguém excluiu você do Facebook.

3. O Facebook vai lhe mostrar, então, as publicações do ano escolhido. Por exemplo, os principais fatos do ano, com quem você estava na maioria de suas publicações e a quantidade de novos amigos. Abra esta última opção.

4. A lista com os amigos feitos durante o ano selecionado vai ser mostrada. É aí que a "mágica" acontece. Em relação àqueles em que aparece a palavra "amigos" ao lado direito da foto de perfil, nada mudou. A relação de amizade segue a mesma. Agora, para aqueles perfis em que ao lado da foto há a opção "Adicionar aos amigos", algo mudou. Se não foi você quem excluiu a pessoa, ela é quem não considerava mais sua amizade essencial.



* Produção: Juliano Zarembski


Muitas aplicações na Play Store do Android prometem wallpapers de qualidade única. A Google, como dona do Android, resolveu agora dar também aos utilizadores uma aplicação dedicada a estas imagens.
O Google Wallpapers está já disponível para todos na Play Store e promete personalizar o Android de forma mais directa
Segundo a Google esta não é apenas mais uma aplicação dedicada a apresentar fundos de ecrã de qualidade. É uma mostra das muitas imagens que a empresa tem em alguns dos seus serviços, nomeadamente do próprio Google Maps, Google+ e de outros parceiros.
Divididos em 5 categorias, podemos escolher a imagem de fundo que mais gostarmos e assim personalizar um pouco mais o Android. Essas categorias são Terra, Paisagens, Paisagens Urbanas, Vida e Texturas. Claro que é ainda possível aceder às suas fotografias ou às imagens que o próprio Android traz.
Para cada uma dessas 5 categorias é possível escolher ainda a opção que dará uma nova imagem todos os dias, rodando-a de forma automática, sem a intervenção do utilizador.
Mas caso o seu smartphone corra já a versão 7 do Android, é ainda possível que se definam imagens diferentes para o ecrã prinicipal e para o ecrã de bloqueio, tendo assim imagens distintas para cada uma das áreas.
Esta aplicação já andava disponível de forma não oficial há algum tempo e agora chegou à Play Store do Android para que todos a possam usar.
Esta será a forma de dar uma nova vida ao seu Android, dando à Google a liberdade de escolher uma nova imagem para o seu smartphone, que todos os dias terá uma cara diferente.

Créditos:pplware.com

20 de mar de 2016

1. Introdução O HiperText Markup Language ou simplesmente HTML, continua trazendo grandes contribuições para o advento da internet, pois é o tipo de conteúdo que mais trafega pela rede mundial de computadores. Apesar da enorme importância para o mundo da informação o HTML estancou na versão 4.0.1 desde 1999 e não acompanhou as dinâmicas mudanças que ocorreram nos últimos anos e para atender as necessidades careceu utilizar plugins externos como o flash player e outros. Mas felizmente, isso são coisas do passado, pois a W3C (World Wide Web Consortium) e a WHATWG (Web Hypertext Application Technology Working Group) disponibilizaram uma versão de teste que provavelmente será a nova cara do HTML. Esse artigo mostra as novas características dessa versão que, inclusive, já tem suporte para algumas funcionalidades nos mais conceituados navegadores e brevemente será oficializado por definitivo como o HTML 5. 2. O HTML5. Surgido a partir de um consórcio entre a W3C (World Wide Web Consortium) e a WHATWG (Web Hypertext Application Technology Working Group), o HTML5 será o novo padrão para a estruturação e apresentação de conteúdo na Word Wide Web trazendo melhorias significativas com novas funcionalidades de semântica e acessibilidade, além de melhorar o suporte aos mais recentes conteúdo multimídias. As principais mudanças que a nova versão proporcionará aos usuários são: Melhor tratamento de exceção, mais tags para substituir scripts, independência de plataforma e redução da necessidade de plugins externos. 3. As novas características do HTML5. As novas característica da versão 5 estão ligadas diretamente as necessidades de suporte independente aos novos formatos de conteúdos multimídia, as novas funcionalidades de semânticas e acessibilidade. São elas: a) Inclusão do elemento canvas para desenho. O elemento canvas foi incluído para permitir desenhar gráficos em uma página web, tarefa essa que atualmente só é possível com a utilização de plugins externos. O canvas é uma área retangular onde o usuário, via JavaScript, vai poder controlar todos os pixels, além de desenhar vários elementos gráficos como círculo, retângulo, elipse, linha, texto, imagens, etc. Para usar um elemento canvas no documento, além da inclusão da tag, temos que manipular o elemento via JavaScript: Inclusão da tag: Manipulação do elemento com JavaScript: b) Inclusão dos elementos vídeo e áudio para reprodução multimídia. Outro motivo para integrar plugins externos é o uso de áudio e vídeo nas páginas web. Com a inclusão de tags específicas para este fim, a HTML5 dá suporte nativo para a reprodução de áudio e vídeo sem a necessidade de utilizar mecanismos externos. Para usar o elemento áudio ou vídeo, basta incluir a tag específica no documento. Elemento vídeo: Elemento áudio: c) Melhor suporte para armazenamento local. O HTML5 oferece 2 novos objetos para armazenar dados localmente: sessionStorage: Armazena dados durante uma sessão ativa. localStorage: Armazena dados sem limite de tempo. d) Inclusão de novos elementos de conteúdo específico. Muitos elementos da versão 4.0.1 foram excluídos da nova versão, uns por nunca terem sido usados, outros por estarem obsoletos e outros por serem usados indevidamente. A nova versão trás novos elementos para proporcionar aos usuários uma melhor estrutura, desenho e conteúdo multimídia. A seguir uma relação dos novos elementos com sua descrição: Tag Descrição
Especifica um artigo qualquer

13 de jun de 2015

Sou Webdesigner à 14 anos trabalho com toda suíte Adobe e outros softwares da atualidade. Buscando conhecimento lá fora para trazer mais qualidade aos meus trabalhos podendo assim desenvolver um Website de Ponta visando acima de tudo a proliferação da marca dos meus Clientes, sendo assim assumo minha responsabilidade como tal propondo uma ampla gama de serviços e com qualidade como carro chefe assim me considero e me torno Robertowebdesigner
Entre em contato Conosco Contact us